Sábado, 21 de Janeiro de 2012

A produtividade do nosso presidente

Eu, neste momento, já sei quanto irei receber da caixa geral de aposentações. Eu descontei quase 40 anos uma parte do meu salário para a caixa geral de aposentações como professor universitário. E também descontei alguns anos como investigador da Fundação Calouste Gulbenkian. E devo receber 1300 euros por mês. Eu não sei se ouviu bem: 1300 euros por mês.

Quanto ao fundo de pensões do banco de portugal para o qual eu descontei durante quase 30 anos parte do meu salário eu ainda não sei quanto é que irei receber. Mas os senhores não terão dificuldade: eu fui um funcionário de nível 18 que exerceu funções de direcção.

Tudo somado, o que irei receber do fundo de pensões do banco de portugal e da caixa geral de aposentações quase de certeza que não vai chegar para pagar as minhas despesas porque, como sabe, eu também não recebo vencimento como presidente da república. Mas não faço questão quanto a isso porque com certeza existem outros portugueses na mesma situação.

Felizmente, durante os meus 48 anos de casado, eu e a minha mulher fomos sempre muito poupados e faziamos questão de todos, todos os meses colocar alguma coisa de lado. E portanto agora posso gastar uma parte das minhas poupanças. E é por isso que eu não faço questão quanto a isso. Cavaco Silva - 20-01-2012

Reparem como, em pouco mais de 1 minuto, Cavaco Silva insulta milhões de portugueses, mais do que aqueles que o elegeram para presidente da república.

Senhor presidente, esses 1300 euros, que refere com tanto desdém, é mais que a grande maioria dos portugueses algum vez recebeu de salário!

O total das suas pensões mensais, cerca de 10 mil euros, é mais do que a grande maioria dos portugueses recebem por ano de salário, não sei se ouviu bem: por ano!

Abdicou do seu salário de presidente da república pois é inferior às suas pensões e, por lei, não poderia acumular. Há-de me explicar quem são os outros portugueses na mesma situação. Por certo outros pobrezinhos como vossa excelência.

Senhor presidente, o meu pai descontou mais que esses 40 anos e recebe de pensão cerca de 450 euros. Não sei se ouviu bem: 450 euros. Claro que ele não tinha um trabalho exigente como o de vossa excelência. Ele só tinha de trabalhar 11 horas por dia, 6 dias por semana nas obras.

Tenha vergonha na cara senhor presidente. Não insulte aqueles que sobrevivem com um salário mínimo.

publicado por @luis_grave às 10:01
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

Pobrezinho do pensionista

publicado por @luis_grave às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.pub

.pesquisar

 

.posts recentes

. A produtividade do nosso ...

. Pobrezinho do pensionista

.Fevereiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28


.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds